Fale conosco Anuncie Publicidade Sobre o Met@lica
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS FORNECEDORES TABELAS EVENTOS CURSOS NOTÍCIAS
Outro formato

Banco do Brasil abre linha de material de construção

Juros serão de 1,98% ao mês para a construção da casa própria. Crédito é liberado automaticamente para clientes do banco que tiverem crédito pré-aprovado e cartão Visa /BB



Banco do Brasil abre linha de material de construção

O Banco do Brasil (BB) abriu uma linha de crédito com juros de 1,98% ao mês para a compra de materiais de construção. A nova linha tem como novidade o fato de ser colocada à disposição automaticamente para os clientes com crédito pré-aprovado, diretamente no cartão Visa do banco. "O cliente vai até a loja de material de construção e, no ato da compra, escolhe a opção de financiamento", explica o vice-presidente de Varejo e Distribuição do BB, Edson Monteiro. O prazo máximo de financiamento é de 24 meses.
Nessa linha, serão colocados à disposição R$ 200 milhões em verbas do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). "A nossa expectativa é de que todo esse recurso seja alocado até o final do ano", afirmou. Esta é a primeira vez que o BB apresenta uma linha de crédito específica para materiais de construção, serviço mais comumente associado à Caixa Econômica Federal.

Com a taxa de 1,98%, a nova linha do BB é ligeiramente mais competitiva do que a do Bradesco (1,99% ao mês), que deve liberar R$ 150 milhões até o fim do ano. Ela é, contudo, superior à da Caixa (1,65% ao mês). Do início do ano até o dia 11 de agosto, a Caixa havia desembolsado R$ 310 milhões nessa linha, que conta com recursos próprios do banco e é oferecida aos clientes que adquirem o cartão de débito Construcard.

Diante do tamanho do mercado de materiais de construção - que este ano deve movimentar R$ 34 bilhões, crescimento zero em volume ante o ano passado, os recursos do BB/FAT não deverão provocar nenhum surto de consumo. "Os recursos são muito bem vindos mas, obviamente, não chegam a ser expressivos para o faturamento do setor", diz o presidente-executivo da Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção (Anamaco), Cláudio Conz. "No entanto, se somarmos todos os novos recursos que estão sendo oferecidos para a aquisição de materiais de construção, no final você acaba tendo um impacto muito positivo." Pelos cálculos da Anamaco, juntos, os recursos da Caixa, Bradesco, Nossa Caixa e Banco do Brasil devem representar uma injeção de R$ 1,2 bilhão no setor este ano. "No passado havia apenas os recursos do FGTS via Caixa", diz Conz.

A linha de materiais de construção do BB vem se somar a outras iniciativas do banco para estimular o aquecimento da economia, como a de eletroeletrônicos (taxa de 3,1% ao mês) e a de eletrodomésticos (taxa de 2,53%). Em duas semanas, foram realizadas 3.300 operações, no valor de R$ 4,7 milhões. A de eletrodomésticos começou a ser oferecida na sexta-feira e tem, inicialmente, R$ 100 milhões em recursos do FAT.

Fonte: Anamaco

Notícias

lotus metal fornece ao mercado uma variedade de metais para a construcao e industria
EMPRESAS E PRODUTOS
Lotus Metal fornece ao mercado uma variedade de metais para a Construção e Indústria
ECONOMIA E MERCADO
Retrospectiva e projeções para o mercado de alumínio
CONSTRUÇÃO CIVIL
Telhas galvanizadas
ARQUITETURA
Galeria a céu aberto

leipzig glass hall
ARQUITETURA
Leipzig Glass Hall
CURSOS
ABNT - Primeiras turmas de 2015
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Proteção permanente
CURSOS
Curso Energia Solar Fotovoltaica

empresa francesa inaugura tres parques eolicos no rn
INFRAESTRUTURA
Empresa francesa inaugura três parques eólicos no RN
SIDERURGIA
Gerdau desenvolve novo tipo de aço para fabricação de componente automotivo
ARQUITETURA
Paulista terá novo vão-livre e três centros culturais nos próximos anos
SUSTENTABILIDADE
Edifício sustentável com materiais da Afix é o primeiro com certificação Platinum